domingo, 30 de maio de 2010

VAMOS CONHECER UM POUCO DA BAHIA

É o principal estado do nordeste brasileiro; sua capital, Salvador, foi o lugar de desembarque dos portugueses e foi logo a primeira capital do Brasil, por tanto, o lugar de encontro de 3 mundos; o americano, o europeu e o africano –logo depois da chegada dos escravos-.



Esta miscigenação outorga características muito particulares à cultura bahiana, que evidenciam-se na culinária, na música, na religiosidade, no vestido, etc.

Passou por períodos de expansão econômica a partir da exploração do pau-brasil, da cana-de-açúcar e do cacau. Hoje, o turismo, as letras, a culinária, e a música são os destaques deste povo. A seguir, na seção “comentários”, aprofundamos no assunto.

Imagens aéreas da cidade se Salvador http://www.youtube.com/watch?v=TY_nzyYXGp0

24 comentários:

  1. catherine mini benavides31 de mai de 2010 18:58:00

    jorge amado

    Jorge amado nasceu em Itabuna, o 10 de agosto de 1912 numa fazenda Auricídia ,mas por uma praga de varíola obriga a família a deixar a fazenda e se estabelecer em Ilhéus, onde viveu a maior parte da infância, que lhe serviu de inspiração para vários romances.
    Foi para o Rio de Janeiro, para estudar na Faculdade de Direito na Universidade do Rio de Janeiro onde trabalho como jornalista envolvendose com a política ideológica tornando-se comunista
    ele foi um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos e seus temas constantes são injustiças sociais, o folclore, a política . Amado só foi superado, em número de vendas, apenas por Paulo Coelho

    Era casado com Zélia Gattai, também escritora,Com quien teve dois filhos: João Jorge, e Paloma.
    Viveu exilado na Argentina, no Uruguai ,em Paris e em Praga.finalmente morreu o 6 de agosto de 2001

    bibliogracia:
    +http://pt.wikipedia.org/wiki/Jorge_
    +www.releituras.com/jorgeamado_bio.asp

    CATHERINE MINI BENAVIDES

    www.releituras.com/jorgeamado_bio.asp

    ResponderExcluir
  2. Legal Catherine! Apenas gostaria de complementar sua informação dizendo que entre suas grandes obras destacam Tocaia Grande, Tieta do Agreste, Dona Flor e seus dois maridos, Gabriela crave e canela e Cacau. Ele descreveu o mundo bahiano, suas glórias e suas misérias, com aquele encantamento que só ele podia ter. Neste site, http://www.lecturalia.com/autor/2209/jorge-amado, podem ler os livros dele.

    ResponderExcluir
  3. Cacau:


    A árvore que dá origem ao fruto chamado cacau, popularmente chamado de cacaueiro, e sua origem da América Central e Brasil. Pode atingir até 6 m de altura, possui duas fases de produção: temporão (março a agosto) e safra (setembro a fevereiro), a propagação é por sementes (seminal/sexuada) e vegetativa (assexuada), planta de clima quente e úmido, o solo ideal é o argilo-arenoso.
    Quando os primeiros colonizadores espanhóis chegaram à América, o cacau já era cultivado pelos índios, principalmente os Astecas, no México, e os Maias, na América Central. De acordo com os historiadores, o cacaueiro, chamado cacahualt, era considerado sagrado.
    Em meados do século XVIII, o cacau tinha atingido o Sul da Bahia
    Oficialmente, o cultivo do cacau começou no Brasil em 1679, através da Carta Régia que autorizava, os colonizadores a plantá-lo em suas terras
    O Estado da Bahia produz cerca de 95% do cacau do Brasil do cacau brasileiro, ficando o Espírito Santo com 3,5% e a Amazônia em 1,5%.
    A região cacaueira da Mata Atlântica, ambiente com recordes em biodiversidade no planeta, com 476 diferentes espécies vegetais por hectare, registrados pelo Jardim Botânico de Nova York, também pode ser chamada de Floresta de Chocolate.
    Cerca de 90% de todo o cacau brasileiro é exportado, gerando divisas par o país. No período 1975-1980, o cacau gerou 3 bilhões 618 milhões de dólares.
    A telenovela Renascer da Rede Globo, mostrou com destaque a cultura do cacau no Nordeste brasileiro.

    Pilar Revilla Márquez

    Fontes:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cacau
    www.ceplac.gov.br
    www.reporterbrasil.org.br

    ResponderExcluir
  4. Culinária da Bahia

    A culinária da Bahia mais conhecida é aquela produzida no Recôncavo e em todo o litoral da Bahia — praticamente composta de pratos de origem africana, diferenciados pelo tempero mais forte à base de azeite de dendê, leite de coco, gengibre, pimenta de várias qualidades e muitos outros que não são utilizados nos demais estados do Brasil.
    Ambas vertentes da culinária baiana, no entanto, ainda são praticadas de forma bastante espontâneas, carecendo de procedimentos mais sistemáticos de pesquisa e desenvolvimento. Existem poucos chefs de cozinha dedicados à culinária da Bahia.

    Na Bahia existem duas maneiras de se preparar os pratos "afros".
    • Uma mais simples, sem muito tempero, que é feita nos terreiros de candomblé
    • Outra, fora dos terreiros, onde as comidas são preparadas e vendidas pela baiana do acarajé e nos restaurantes, e nas residências.
    Pratos Típicos

    1.-Acarajé na mão
    Um crocante bolinho de feijão-fradinho cortado,
    acompanhado de vatapá, caruru, camarão e salada.
    Também pode ser servido no prato ou em forma de
    uma porção de 10 mini-bolinhos, com os mesmos
    acompanhamentos
    2.-Arrumadinho de Carne-Seca
    Deliciosa carne-seca acebolada acompañada
    de feijão-fradinho e farofa.
    Também pode ser servido com carne-de-sol.
    3.-Baião de dois com carne-de-sol
    Uma gostosa combinação de carne-de-sol, carne-seca,
    toucinho, calabresa, feijão-de-corda, queijo coalho e arroz.
    4.-Bobó de camarão
    Prato de consistência cremosa, feito com camarões
    refogados em temperos verdes, misturados no purê
    de aipim e mais azeite de dendê, gengibre e camarões
    secos. É servido acompanhado de arroz branco.

    PAOLA VARELA MARCELO

    Fontes:
    httt://pt.wikipedia.org.wiki.culinária da bahia
    www.rotadoacaraje.com.br

    ResponderExcluir
  5. Catolicismo em Bahia
    No estado de Bahia, o catolicismo é a religião dominante. A religião e o misticismo estão presentes até no nome da cidade “Salvador” que significa "Aquele que salva". Salvador tem 365 igrejas católicas, sendo a cidade a sede do governo católico no país.
    Em Salvador foi construida a primeira igreja em solo brasileiro, graças à Catarina Paraguaçu, onde hoje é o bairro da Graça. Nossa Senhora da Conceição da Praia é a padroeira principal do estado é cujo templo é objeto de grande culto. Apesar disso, o mais famoso é o culto ao Senhor do Bonfim, sendo considerado popularmente como padroeiro. Para o povo baiano, a Igreja do Bonfim, localizada na Sagrada Colina, na península de Itapagipe é o maior centro da fé católica. A Festa de Nosso Senhor do Bonfim) é a mais importante da cidade depois do Carnaval.
    A cidade de Bahia oferece a mais bela arquitetura colonial religiosa: igrejas florescentes, conventos, fortalezas, etc. entre a cidade baixa e comercial do porto e a Cidade Alta.
    O Candomblé
    Durante o período da colonização brasileira,nos iníciosdo século XV, mais de quatro milhões de negros africanos cruzaram o Atlântico para tornarem-se escravos na colônia portuguesa. O escravos possuíam suas próprias danças, cantos, santos e festas religiosas. Aos poucos anos eles foram misturando os ritos católicos presentes com os elementos dos cultos africanos.
    E asim que surje o Candomblé que é a religião que mais conservou as fontes africanas. Candomblé é um culto aos Orixás. A religião baseia-se na "anima" (alma) da Natureza e é classificada como animista. Os deuses do Candomblé têm origem nos ancestrais africanos divinizados há mais de 5000 anos. Cada orixá tem sua personalidade relacionada a um elemento da natureza porque mitos acreditam que esses deuses eram capazes de manipular as forças naturais.

    As cerimônias são realizadas com cânticos, em geral, em língua nagô ou yorubá. Há sacrifícios de animais ao som de cânticos e danças. A percussão dos atabaques constitui a base da música.
    Pra cada culto a um Orixá há um tipo de canto, uma dança, um ritmo, um modo de oferenda, uma forma de incorporação, um local próprio e uma saudação diferente. As reuniões são realizadas em barracões rústicos e erguidos de acordo com certos preceitos: o barracão é retangular, com telhado coberto de palmas e ao seu redor são construídas casinholas para assentos dos santos.


    WENDY LAGOS CABRERA.

    Fontes:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Catolicismo_no_Brasil
    http://es.wikipedia.org/wiki/Candombl%C3%A9

    http://es.wikipedia.org/wiki/Salvador_de_Bah%C3%ADa

    http://ar.groups.yahoo.com/group/candomble-arg/message/1094

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_de_Nosso_Senhor_do_Bonfim

    http://www.senhordobonfim.org.br/

    ResponderExcluir
  6. Judith Reyna

    Escravidão

    O Brasil viveu 350 anos de regime escravocrata com a importação de escravos da África. Neste período, sua economia baseou-se no tráfico e o trabalho escravo. No total, o Brasil trouxe 4 milhões de africanos e eles foram repartidos por todo o continente americano.
    `A chegada dos escravos africanos na Bahia coincidiu com a produção de cana de açúcar no Brasil e eles foram a fonte de trabalho mais importante nos engenhos. Anos depois foram usados na lavoura de café, sendo submetidos às mais duras condições de trabalho, e cansados de tanto maltrato nasceu um movimento de rebeldia na Bahia no século XVI-XVII.
    Todos os escravos que fugiram formaram os chamados quilombos, que eram comunidades de escravos que fugiram das fazendas. O mais importante dos quilombos foi Palmares, localizado na Serra da Barriga, em Alagoas, que chegou a ter mais de 20 000 escravos fugitivos. Zumbi foi um escravo que se tornou chefe do quilombo de Palmares e lutou contra a opressão da coroa portuguesa, mas ele e seus guerreiros foram vencidos por Domingos Jorge Velho e em resposta da derrota atirou-se de um penhasco com seus guerreiros como forma de resistência.
    Um novo rei Zumbi foi eleito e liderou a resistência, mas ele também foi capturado e morto no dia 20 de novembro do ano 1695, sua cabeça foi cortada e levada a Recife e exibida como exemplo para outros escravos que tivessem idéia de rebelião.
    Em 1807, a Inglaterra aboliu o tráfico de escravos e um acordo foi firmado no ano de 1827. No Brasil o tráfico ilegal continuou até 1850, quando terminou o trafico da África, mas o tráfico no interior do Brasil continuou. Após várias leis paliativas, finalmente foi promulgada a Lei Áurea em 13 de maio de 1888, que acabou com a escravidão no Brasil, uma época triste na sua história.

    Fuente: http://www.areliquia.com.br/Artigos%20Anteriores/41escrav.htm

    ResponderExcluir
  7. Karen Palomino Morales3 de jun de 2010 12:24:00

    Capoira: “Digna e alegre expressão da cultura afro-brasileira.”

    A capoira é uma forma de arte afro-brasileira que combina elementos de artes marciais, música e dança. A batalha é marcada pelo jogo acrobático acompanhados pelos instrumentos musicais, sendo o mais importante o berimbau, que determina o ritmo da luta-dança, com sua variedade de toques e cada um com sua finalidade. Também é acompanhado de atabaque, o pandeiro, o reco-reco e caxixi.

    A história começa quando foram trazidos da África pelos colonizadores Português como escravos . Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro foram os portos finais da maior parte dessas pessoas.
    A dor intensa causada pela perda da liberdade provocava o sentimento de dor e nostalgia. Na chegada às terras brasileiras os negros eram leiloados e trabalhavam as tarefas domésticas nas casas dos senhores e viviam nas senzalas.
    Então dançar, batucar, rezar e cantar eram modos encontrados para alívio da asfixia da escravidão. Assim eles sobreviviam suas crenças e ritos, como inocentes formas de diversão e de onde nasceria o jogo da capoeira.

    Nas matas, os negros que conquistavam a liberdade formavam quilombos, onde viviam segundo regras próprias. Estas comunidades foram numerosas desde meados do século XVI. Foi considerado o lugar onde podiam relaxar do trabalho forçado, das torturas e esquecer sua condição de escravo. Com o tempo aumenta a fama da capoeira, vestindo-se de maneira particular, calças de boca larga ou pantalona, chapéu de lado e argola na orelha como insígnia de força e valentia.

    No século XIX, a capoeira era essencialmente praticada pelos escravos, mas a partir de 1850 começa também a integração de libertos e livres muitos dos quais brancos, sendo alguns membros da elite e inúmeros estrangeiros, predominantemente de portugueses.

    Em 11 de outubro de 1890 foi promulgada a lei nº 487, de autoria de Sampaio Ferraz até 1932 quando Mestre Bimba tira a capoeira das ruas e a coloca nas academias. Assim, a história da capoeira passa por transformações profundas.

    Em 1973 é reconhecida oficialmente como esporte nacional. Hoje, a Capoeira se torna definido como uma combinação de dança e luta, combinando golpes ofensivos e defensivos para a batida da música. O resultado é semelhante a uma bola, que impressiona com sua força física e acrobacias da capoeira, bem como sua elasticidade e delicadeza dos seus movimentos.

    Desfrute de um pouco da Capoira com este vídeo:

    http://www.youtube.com/watch?v=BD0y410m174&feature=related


    Fontes:
    http://www.capoeirasuldabahia.com.br
    http://wikipedia.org
    http://www.itacare.com

    ResponderExcluir
  8. Novamente, apenas algumas informações pra completar o panorama que estamos construindo:
    - O livro Cacau, de Jorge Amado (1933) denuncia a exploração dos trabalhadores rurais pelos exportadores de cacau nas fazendas do sul da Bahia assim como o macabro jogo político-econômico daqueles tempos.
    - O Brasil é o país mais católico do mundo, em razão dos seus aproximadamente 150 milhões de fiéis.
    - As condições de trabalho para os escravos africanos no Brasil eram tão duras que apenas tinham um tempo de vida entre 5 a 10 anos!!!!
    - A novela brasileira Xica da Silva, transmitida varias vezes aqui em Lima, mostrou a vida dos escravos naquela época, os quilombos e a exploração das minas de diamantes pelos portugueses, entre outros assuntos. Tem vários vídeos na novela no Youtube.

    ResponderExcluir
  9. Pau-brasil é um dos nomes populares da espécie Caesalpinia echinata Lam. (echinata significa "com espinhos"), uma leguminosa nativa da Mata Atlântica, no Brasil. Seu nome em tupi é ibira pitanga, ou "madeira vermelha".
    O nome popular em português deriva da cor de brasa da resina vermelha contida na sua madeira. É conhecido também pelos nomes de brasileto, ibirapiranga, ibirapita, ibirapitã, muirapiranga, orabutã, pau-de-pernambuco, pau-de-tinta, pau-pernambuco e pau-rosado. É também conhecida como pau-ferro por não poder flutuar, o que prejudica o seu transporte no meio fluvial.
    A árvore alcança entre 10 e 15 metros de altura e possui tronco reto, com casca cor cinza-escuro, coberta de acúleos, especialmente nos ramos mais jovens.

    As folhas são compostas bipinadas, de cor verde médio, brilhantes.

    As flores nascem em racemos eretos próximo ao ápico dos ramos. Possuem 4 pétalas amarelas e uma menor vermelha, muito aromáticas; no centro encontram-se 10 estames e um pistilo com ovário súpero alongado.

    Os frutos são vagens cobertas por longos e afiados espinhos, que devem protegê-los de pássaros indesejáveis, pois estes comeriam os frutos. Contém de 1 a 5 sementes discoides, de cor marrom. A torção do legume, ao liberar as sementes, ajuda a aumentar a distância da dispersão.
    Afirmam alguns historiadores que o corte do pau-brasil para a obtenção de sua madeira e sua resina (extraída para uso como tintura em manufaturas de tecidos de alto luxo) foi a primeira atividade econômica dos colonos portugueses na recém-descoberta Terra de Santa Cruz, no século XVI e que a abundância desta árvore no meio a imensidão das florestas inexploráveis teria conferido à colônia o nome de Brasil.
    Os navegadores portugueses que aqui aportaram imediatamente observaram a abundância da árvore pelo litoral e ao longo dos rios de planície. Em poucos anos, tornou-se alvo de muito lucrativo comércio e contrabando, inclusive com corsários franceses atacando navios portugueses.

    A resina vermelha era utilizada pela indústria têxtil europeia como uma alternativa aos corantes de origem terrosa e conferia aos tecidos uma cor de qualidade superior. Isto, aliado ao aproveitamento da madeira vermelha na marcenaria, criou uma demanda enorme no mercado, o que forçou uma rápida e devastadora "caça" ao pau-brasil nas matas brasileiras. Em pouco menos de um século, já não havia mais árvores suficientes para suprir a demanda, e a atividade econômica foi deixada de lado, embora espécimens continuassem a ser abatidos ocasionalmente para a utilização da madeira (até os dias de hoje, usada na confecção de arcos para violino e móveis finos).

    No século XX, a sociedade brasileira descobriu o pau-brasil como um símbolo do país em perigo de extinção, e algumas iniciativas foram feitas no sentido de reproduzir a planta a partir de sementes e utilizá-la em projetos de recuperação florestal, com algum sucesso. Atualmente, o pau-brasil tornou-se uma árvore popularmente usada como ornamental. Se seu habitat natural será devastado por completo no futuro, não se sabe, mas a sobrevivência da espécie parece assegurada nos jardins das casas e canteiros urbanos.


    Pau Brasil também é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 11.442 habitantes. A sede, formada distrito em 1953, seria elevada à categoria de cidade, quando da criação do município.


    Olhem este video sobre a situação atual do Pau- Brasil
    http://www.youtube.com/watch?v=V_KMZvmWPmc&feature=related


    Fontes:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Caesalpinia_echinata
    http://www.infoescola.com/historia/exploracao-do-pau-brasil/
    http://www.arvores.brasil.nom.br/paubras1/index.htm
    pfldabahia.org.br

    ResponderExcluir
  10. Atrações principais:

    Ilhéus:
    Ilhéus é famosa mundialmente por ser palco de inspiração para livros de Jorge Amado. A Lagoa Encantada, as belas praias de toda a cidade, Rio do Engenho, a Catedral de São Sebastião, o Bar Vesúvio e o Bataclan são bastante procurados. Na "alta estação", no verão a cidade enche.

    Porto Seguro:
    Em Porto Seguro o turismo ocorre graças à essa cidade, de acordo com os livros de História, ser o palco da chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. As praias, a vida noturna, os mártires da colonização são atrativos que não deixam a desejar em Porto Seguro.

    Chapada Diamantina:
    Na Chapada Diamantina, os turistas procuram as cidades de Lençóis , Rio de Contas e Morro do Chapéu. Essa região possui grande potencial turístico pelas belezas naturais que possui: cachoeiras, grutas, piscinas naturais, etc.

    Elevador Lacerda:
    Construído para melhorar a ligação entre as cidades alta e baixa, que antes era feita através das ladeiras e de bondes puxados por burros. Agora, o elevador traz pisos e paredes de granito, catracas eletrônicas e um belíssimo jogo de luzes coloridas que dão um toque muito especial à noite da capital baiana.

    Dique do Tororó:
    O Dique do Tororó é um dos mais famosos e belos cartões postais de Salvador. Construído pelos holandeses, no século XVIII, com um espelho d'água de cerca de 110 mil metros quadrados.

    Monte Recôncavo:
    Na cidade de São Francisco do Conde está o mirante natural do recôncavo, de onde, mesmo a quilômetros de distância, avista-se a cidade de Salvador e alguns dos pontos mais belos da Baía de Todos os Santos. A Igreja de Nossa Senhora do Morro, construída entre os séculos XVII e XVIII também motiva a visita.

    Parque Ecológico de Baiacu:
    O Parque Ecológico de Baiacu, oferece dois atrativos de grande relevância cultural: a terceira igreja do Brasil, Igreja do Senhor de Vera Cruz, construída no século XVI, que se encontra atualmente em ruínas, e, logo ao lado, as vistosas “gameleiras”, também conhecidas como iroko ou lôko. São árvores sagradas no candomblé, cujas raízes se confundem com os alicerces do templo.

    Vejam as fotos panorâmicas:
    http://www.bahia.com.br/motix/pt_br/multimidia/fotos.html

    Praias da Bahia:
    http://www.brasil-turismo.com/bahia/praias.htm

    Fontes:
    http://www.bahia.com.br/motix/pt_br/destinos/destinos/Baia-Todos-Santos,/site/destinos/atracoes.jsp,f1b8350f-6736-422b-9846-77dbf8b7098f.html

    http://www.brasil-turismo.com/bahia/bahia.htm

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Turismo_na_Bahia

    ResponderExcluir
  11. A música é uma das expressões artísticas de grande importância na difusão, aceitação e legitimação da cultura brasileira. A “axé music”, é um tipo de música baiana que há generado muitas controversias desde sua origem até hoje. Mas, qué é o axé?.
    A Axé music não é considerada um gênero ou um movimento musical, mas se é uma vertente da música baiana que é uma fusão de ritmos caribenhos, africanos e elétricos que se constitui como um produto de Bahia. Foi um fenômeno musical, que englobou o vestuário, a gestualidade e as danças dos negro-mestiços da cidade baiana.
    Certamente, o axé não nasceu da noite para o dia, o seu embrião está vinculado a Dodô e Osmar e seu “frevo eletrizado”, a grande maioria aponta a música “Fricote” como a música que inaugurou o axé, composição de Luiz Caldas e Paulinho Camafeu, gravada por Caldas, que trazia versos como “Nega do cabelo duro, que não gosta de pentear... Pega ela aí, Pega ela aí...
    Em 1992, o termo “axé music” vem designar um estilo específico, a partir de uma mistura entre o “samba baiano” e o ritmo jamaicano “reggae”, sendo Daniela Mercury o primeira fenômeno de vendas em todo o país.
    As bandas que embarcam no sucesso da “axé music”, aproveitando esse novo potencial, são as “bandas de trio elétrico”, que não possuem ligação com a cultura negra baiana -, mas conservaram alguns poucos elementos e incorporaram novos elementos que criassem uma identidade ligada a todo o país, não só a Bahia.
    Então, as músicas que compõem a axé music circularam por todo o país, compondo a programação das rádios, da TV, vendendo milhares de CDs, e executadas e ouvidas em qualquer momento, deixando de haver uma ligação com a cultura baiana.
    Estes músicas passaram por um processo de transformação, tornando-se mais “pop” à medida em que abandonavam os tambores e surdos afro para adotar instrumental eletrônico. As letras deixaram de se referir a símbolos da religiosidade e cultura africana, a aspectos específicos da experiência baiana. Então as músicas passaram a falar de festa, da pessoa amada, de sonhos, etc. Outra marca fundamental são as músicas que ensinam novas danças, coreografadas pelos grupos, lançadas para o prazer do público.

    Fontes:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Portal:Bahia
    http://eisso-mikka.blogspot.com/2010/02/breve-historia-da-axe-music.html
    Vídeos:
    Luiz Caldas
    http://www.youtube.com/watch?v=P9kAP20mSEo&feature=related
    Daniela Mercury:
    http://www.youtube.com/watch?v=5ZXnRFvP7NQ
    Trío elétrico Armandinho, Dodô y Osmar:
    http://www.youtube.com/watch?v=5NouKEDoU_k

    ResponderExcluir
  12. Região nordeste

    Ar região nordeste tem o maior número de estados no Brasil, nove em total e eles são Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.
    Na época da colonia, foi destino dos colonos portugueses que se estabeleceram principalmente devido a la extracao do pau – brasil, cuja tinta da madeira era utilizada para tingir as roupas da nobreza europeia. Com a criação das capitanias hereditárias, deu-se o início da construção da primeira capital do Brasil, Salvador, em 1549.
    Em comparação com as outras regiões brasileiras,a região nordeste tem o terceiro maior território e o segundo maior colégio eleitoral. Seus contrastes a fazem singular devido a suas características climáticas e por seus tipos de vegetação , suas formas de relevo e sua hidrografia.
    Pernambuco possui cidades antigas da época colonial como Olinda, que foi fundada no alto de algumas colinas e sim abrigar a possibilidade de ter a porto nasceu a cidade de Recife. As duas cidades guardam tradições misturadas, danças, música, etc.
    A tolerância e convivência entre gente de diferentes Orígenes fazem à região nordeste especial, que todo mundo deve conhecer

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Regi%C3%A3o_Nordeste_do_Brasil

    ResponderExcluir
  13. A Região Nordeste é a região brasileira que possui a maior quantidade de estados. Encontra-se dividida em quatro sub-regiões: Zona da Mata, Agreste, Sertão e o Polígono das Secas. Entre as maiores cidades nordestinas, em termos populacionais, temos: Salvador, Fortaleza, Recife, São Luís, Maceió, Natal, João Pessoa, Aracaju, Ilhéus.

    A área do nordeste brasileiro equivalente a 18% do território nacional e é a região que possui a maior costa litorânea; as praias se destacam pelas belezas naturais. Apresenta clima úmido e possue fauna e flora exuberantes. A vegetação nordestina é bastante rica e diversificada.

    A economia da região Nordeste baseia-se na agroindústria do açúcar e do cacau

    No aspecto cultural, a Região Nordeste reúne o mais típico que tem Brasil, em termos da influência africana como: música/dança (capoeira, afoxé, olodum, forró, frevo) e religião (candomblé, umbanda). Nas festividades, há destaques para as festas de carnaval fora de época, como o "CarNatal" em Natal e o "Fortal" em Fortaleza, o "bumba-meu-boi" do Maranhão e o carnaval de bonecos, de Olinda.

    Há também o turismo histórico-cultural, com cidades de arquitetura da época colonial (Recife, Olinda, Salvador, entre outras).

    Em culinária são típicas da região as comidas como: acarajé, vatapá, caruru, carne seca, biju de farinha de mandioca.

    Wendy Lagos

    Fontes:

    http://www.portalbrasil.net/regiao_nordeste.htm
    http://www.brasilrepublica.com/nordeste.htm
    http://www.brazilsite.com.br/brasil/regioes/m_norde.htm
    http://www.suapesquisa.com/geografia/regiao_nordeste.htm

    ResponderExcluir
  14. Região Nordeste:
    O nordeste brasileiro possui muitos contrastes que lhe dão originalidade já seja por seu clima, tipos de vegetação ou sua hidrografia.
    No litoral encontra-se a Zona de Mata, que recobria o litoral desde o Rio Grande do Norte até Bahia, tem este nome devido à vegetação tropical. Tem as mais importantes cidades nordestinas tais como Salvador, Recife, Fortaleza.
    O sertão é uma zona de clima semi árido com chuvas irregulares que provocam o fenômeno da seca, nesta zona tem uma vegetação como caatinga, as cactáceas e os arbustos espinhentos. A única fonte de água é a do Rio São Francisco ao redor há as palmeiras, a carnaubeira da qual se fazem farinha, óleos e doces.
    Na região meio norte encontra-se a Mata dos Cocais, onde a importância do babaçu e grande porque fornece um óleo para a elaboração de cosméticos, sabão e margarina.
    Os vaqueiros são homens do sertão são valentes, silenciosos e tranqüilos que se vestem de couro, alimentam de carne de sol e farinha, trabalham com a criação do gado-
    As rendeiras são famosas pelo trabalho que realizam a renda de bilro, ocupa um lugar importante, essa atividade que elas realizam se destacam entre as variadas manifestações culturais populares do nordeste.
    O jangadeiro são homens que vivem do produto da pesca. Suas embarcações as jangadas, empregam cinco troncos de piúva ou de pau de jangada, formando um conjunto chamado lastro.
    Bahia, é o maior populoso estado de Nordeste, tem importância historia porque o 22 de abril de 1500, Pedro Álvares Cabral aporta no lugar conhecido como Porto Seguro.
    A primeira atividade econômica começou com pau-brasil, madeira tão valiosa que chegou a dar o nome ao país: Brasil. Recebeu um grande influencia da cultura africana.
    No século XIX, surgiu a prosperidade com o cacau sendo Bahia primeiro exportador do cacau no Brasil, e o quinto exportador no mundo.
    Na cultura baiana são importantes Caetano Veloso, João Gilberto e Jorge Amado.
    A capital de Bahia é Salvador, fundada em 1549 para ser capital do Brasil na época colonial, esta cidade esta divida a cidade baixa, junto ao mar, e a cidade alta onde ficam os Barrios. Ligando os dos níveis fica Elevador Lacerda. Esta cidade tem muitas igrejas sendo as mais antigas o convento do São Francisco do Assis e Nosso Senhor do Bonfim.
    Esta cidade esta marcado pela cultura africana, como a comida, o vatapá, o bolinho de tapioca, a moqueca de peixe e nas danças à capoeira, espécie de arte marcial dos escravos africanos levados ao Brasil.
    Outro estado e Pernambuco, onde Olinda foi sua capital de 1535 a 1631, abrigado por uma longa linha de arrecifes e caracterizado por seu mar azul, morros cobertos de vegetação.
    Olinda foi declarada pela UNESCO, patrimônio natural e cultural da humanidade. Mas Olinda apresentava uma falha, já que não permitia a construção de um porto capaz de escoar a produção açucareira, mas foi encontrado um porto chamado Recife que no século XVI passou a ser porto de Olinda.
    A cidade de Recife nasce na desembocadura dos rios Capiberibe e Beberibe, adquire um aspecto de terra fragmentada rodeada de águas marítimas e fluviais que Forman canais, por isso é também conhecida como a Veneza Brasileira. Também é sinônimo das praias como a praia de Boa Viagem, e de expressões variadas de folclore e artesanato refletados em madeira, granito, corda, palha, etc. Sua manifestação musical mais importante é o frevo, esta dança permite demonstrar a capacidade de improvisação.

    Pilar Revilla Márquez

    ResponderExcluir
  15. REGIÃO NORDESTE

    A região Nordeste é muito variada, por seu clima, vegetação e hidrografia. Por isso, há sido dividida en quatro zonas: O meio-norte, que também é chamada de Mata dos Cocais, devido as palmeiras de babaçu e carnaúba; o sertão que fica no interior do Nordeste, e possui clima semi-árido,as chuvas são escassas, existem constantes períodos de estiagem, e a vegetação típica é a caatinga; o agreste que é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão; e a zona da Mata, onde as chuvas são abundantes.

    Duas pessoas são características do Nordeste: o vaqueiro e a rendeira.O vaqueiro depende principalmente da produçao de seu gado; a época de seca, é o periodo mais duro e difìcil para o vaqueiro e para o gado, a vegetação é escasssa e a caatinga cresce abundantemente e obriga ao vaqueiro a utilizar uma indumentária feita toda em couro, para protegerse dos espinhos. A rendeira, é a mulher que trabalha com bilro e crivo, e faz todo tipo de desenhos, mas sobretudo a rede para seus esposos, os pescadores, que tambén são chamados jangadeiros, conhecidos por sua valentia diaria.

    A cidade mais importante da região é Bahia, que é reconhecida por os acontecimentos históricos como o desembarco dos portugueses, fundação da primera capital brasileira, a chegada dos escravos africanos, entre outros. Nesta cidade tem crescido grandes artistas na música como CaetanoVeloso, Gilberto Gil, etc, e na literatura como Castro Alves, Jorge Amado, etc. Salvador, que é a capital do Bahia, está dividida em dois níveis que estão ligadas pelo elevador Lacerda. Sua sociedade está influenciada pelas tradições africanas, indígenas y portuguesas. E no Mercado Modelo, se pode desfrutar de pratos típicos, além de apreciar a capoeira.

    Também um estado importante da região é Pernambuco, onde estão as cidades de Olinda e Recife. Olinda foi fundada em 1535 por Duarte Coelho Pereira. Além de sua beleza natural, Olinda é um dos mais importantes centros culturais do país. Declarada, em 1982, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO, Olinda revive o esplendor do passado todos os anos durante o Carnaval, ao som do frevo, do maracatu e outros ritmos irresistíveis. Recife é uma cidade moderna, atravessada por canais e pontes sobre os rios Capibaribe e Beberibe, também coexistem muitos edifícios coloniais e becos tradicionais. Recife é uma mistura de passado e presente, e arte e cultura estão permeadas vida em geral. A cidade de Recife, é um património arquitectónico e histórico da capital de Pernambuco e um legado dos colonizadores Países Baixos e Portugal. Isso se reflete em suas casas, mansões e bonito fortes antigas igrejas barrocas como a Capela Dourada.

    ResponderExcluir
  16. Silvana Herrera Cuadros18 de jun de 2010 11:29:00

    Região Nordeste:

    Composta pelos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

    A região foi o palco do descobrimento durante o século XVI. Portugueses chegaram em uma expedição no dia 22 de abril de 1500, na atual cidade de Porto Seguro, no estado da Bahia.
    Foi no litoral nordestino que se deu início a primeira atividade econômica do país, a extração do pau-brasil.
    A cidade de Salvador foi a primeira sede do governo-geral no Brasil, pois estava estrategicamente localizada em um ponto médio do litoral.

    Para que se pudesse analisar de forma mais fácil as características da região Nordeste, o IBGE dividiu a região em quatro zonas:

    Meio-norte: o meio-norte é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão, abrange os estados do Maranhão e Piauí, também é chamada de Mata dos Cocais.

    Sertão: o sertão fica localizado, geralmente, no interior do Nordeste, possui clima semi-árido, em estados como Ceará e Rio Grande do Norte chega a alcançar o litoral, descendo mais ao sul, o sertão alcança o norte de Minas Gerais, no Sudeste. As chuvas são irregulares e escassas, a vegetação típica é a caatinga. Nesta parte moran os vaqueiros! 

    Agreste Nordestino: o agreste é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, localizado no alto do planalto da Borborema, é um obstáculo natural para a chegada das chuvas ao sertão, se estendendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Norte. O principal acidente geográfico da região é o planalto da Borborema.

    Zona da Mata: localizada no leste, entre o planalto da Borborema e a costa, fica a Zona da Mata, que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, as chuvas são abundantes. A zona recebeu este nome por ter sido coberta pela Mata Atlântica. Os cultivos de cana-de-açúcar e cacau substituíram as áreas de florestas. O povoamento desta região é muito antigo.

    Jangada é uma embarcação de madeira utilizada por pescadores artesanais da Região Nordeste do Brasil, seus tripulantes são os jangadeiros. Todos os elementos da jangada tradicional são feitos artesanalmente, desde o mastro à vela, das cordas ao banco de navegação, redes de pesca, anzóis, âncora e samburás (cestos para guardar peixes e pertences).

    A indumentária típica das baianas constitui-se no marco característico da mulher afro-descendente da Bahia, que mantém vivas suas raízes históricas; como tal ela é representada em diversos eventos turísticos típicos, folclóricos, muitas vezes contratadas por empresas, em toda a Bahia e até fora dela. São de cores alegres, usam Batas de renda ou richelieu, e o turbantes ou torços são bem grandes e trabalhados, são independentes da hierarquia do candomblé, não precisa ser uma iyalorixá para usar Bata, todas usam.

    Olinda é também um dos mais importantes centros culturais do Brasil. Foi declarada, em 1982, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO. Olinda revive o esplendor de seu passado todos os anos durante o Carnaval de Olinda, ao som do frevo, do maracatu e outros ritmos originais de Pernambuco.
    Recife é um município brasileiro, capital do estado de Pernambuco. O Recife, das capitais estaduais atuais, é a mais antiga do Brasil. O Recife é conhecido como "Veneza Brasileira" graças à semelhança fluvial com a cidade europeia de Veneza. Cercado por rios e cortado por pontes, é cheio de ilhas e mangues. Ali acontece o encontro dos rios Beberibe e Capibaribe que deságuam no Oceano Atlântico. O município conta com dezenas de pontes, entre elas a mais antiga do Brasil, a ponte Maurício de Nassau.

    ResponderExcluir
  17. Paola Varela Marcelo18 de jun de 2010 15:43:00

    Região Nordeste

    É a região brasileira que tem muitas características em sua paisagem, seu vegetação possui diferentes matizes onde predominan os arbustos espinhento e as palmeiras, tambén encontramos pequenos rios e a principal produto de exportação é a cana de açúcar.
    Há as presenças dos climas equatorial úmido, litorâneo úmido, tropical e tropical semiárido.

    A região nordeste tem figuras de muitas características importantes com o vaqueiros encargados de proteger o povo das injustiças e as rendeiras, mulheres típicas da região famosas pelo trabalho que realizam (artesanal) onde destacam muitas manifestações culturais.
    Outras figuras são os jandeiros pessoas que vivem da pesca que algumas vezes põe em peligro sua vida.

    Entre as cidaes importantes estão:
    A Bahia: a qual possui uma influência da cultura africana e tem figuras com Caetano Veloso, também há poetas, escritores, cantoras com Maria Bethânia

    O Salvador: capital da Bahia, possui un conjunto urbano e arquitetônico em seu centro histórico.Está cheia de ruas estreitas e de muitas ladeiras.Também está marcada pela cultura africana que influiu muito nos costumes da cidade é um lugar onde podemos apreciar e sentir parte da alma da Bahia.

    Pernambuco: Olinda : tem um maravilhoso panorama, vegetação abundante,devido à grande quantidade de bens históricos-Olinda é a cidade brasileira com o maior acervo cultural e foi declarada pelo UNESCO , Patrimonio Natural e Cultural da Humanidade.

    O Recife:Situada ao Sul da cidade de Olinda tem uma pequena povoação de pescadores e mercadores.Seus bairros e ruas se encontram rodeadas de águas marítimas. O açucar foi seu a maior riqueza.

    Esta cidade possui expressões variadas de folclore e artesanato.

    Na música popular, destacam-se ritmos tais como coco, xaxado, martelo agalopado, samba de roda, baião, xote, forró, Axé e frevo, dentre outros ritmos. O movimento armorial do Recife, inspirado por Ariano Suassuna
    Na dança, destacam-se o maracatu, praticado em diversas partes do Nordeste, o frevo (característico de Pernambuco) o bumba-meu-boi, o xaxado, diversas variantes do forró, o tambor-de-crioula (característico do Maranhão), etc. As músicas folclóricas quase sempre são acompanhadas de danças.

    ResponderExcluir
  18. Região Nordeste

    É a região brasileira que tem muitas características em sua paisagem, seu vegetação possui diferentes matizes onde predominan os arbustos espinhento e as palmeiras, tambén encontramos pequenos rios e a principal produto de exportação é a cana de açúcar.
    Há as presenças dos climas equatorial úmido, litorâneo úmido, tropical e tropical semiárido.

    A região nordeste tem figuras de muitas características importantes com o vaqueiros encargados de proteger o povo das injustiças e as rendeiras, mulheres típicas da região famosas pelo trabalho que realizam (artesanal) onde destacam muitas manifestações culturais.
    Outras figuras são os jandeiros pessoas que vivem da pesca que algumas vezes põe em peligro sua vida.

    Entre as cidaes importantes estão:
    A Bahia: a qual possui uma influência da cultura africana e tem figuras com Caetano Veloso, também há poetas, escritores, cantoras com Maria Bethânia

    O Salvador: capital da Bahia, possui un conjunto urbano e arquitetônico em seu centro histórico.Está cheia de ruas estreitas e de muitas ladeiras.Também está marcada pela cultura africana que influiu muito nos costumes da cidade é um lugar onde podemos apreciar e sentir parte da alma da Bahia.

    Pernambuco: Olinda : tem um maravilhoso panorama, vegetação abundante,devido à grande quantidade de bens históricos-Olinda é a cidade brasileira com o maior acervo cultural e foi declarada pelo UNESCO , Patrimonio Natural e Cultural da Humanidade.

    O Recife:Situada ao Sul da cidade de Olinda tem uma pequena povoação de pescadores e mercadores.Seus bairros e ruas se encontram rodeadas de águas marítimas. O açucar foi seu a maior riqueza.

    Esta cidade possui expressões variadas de folclore e artesanato.

    Na música popular, destacam-se ritmos tais como coco, xaxado, martelo agalopado, samba de roda, baião, xote, forró, Axé e frevo, dentre outros ritmos. O movimento armorial do Recife, inspirado por Ariano Suassuna
    Na dança, destacam-se o maracatu, praticado em diversas partes do Nordeste, o frevo (característico de Pernambuco) o bumba-meu-boi, o xaxado, diversas variantes do forró, o tambor-de-crioula (característico do Maranhão), etc. As músicas folclóricas quase sempre são acompanhadas de danças.

    PAOLA VARELA MARCELO

    ResponderExcluir
  19. Região Nordeste.-

    Formada pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, a maior parte desta região está em um extenso planalto, antigo e aplainado pela erosão.

    As maiores cidades nordestinas são Salvador, Fortaleza, Recife, Natal, João Pessoa, Maceió, São Luís, Aracajú, Ilhéus, Itabuna, Teresina, Campina Grande, Feira de Santana e Olinda.

    O meio-norte compreende da faixa de transição entre o sertão semi-árido do Nordeste e a região amazônica.

    Apresenta clima úmido e vegetação exuberante, à medida que avança para o oeste.

    A economia da região Nordeste baseia-se na agroindústria do açúcar e do cacau.

    Essa região é a mais pobre do país.
    O setor de turismo, que tem demonstrado grande potencialidade de desenvolvimento na região Nordeste, vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e apresenta perspectivas otimistas para o futuro.

    A cultura é bem diversificada e representa a união cultural de brancos (principalmente portugueses), índios e negros africanos. Na culinária, podemos destacar pratos típicos como, por exemplo, acarajé, vatapá, sarapatel, sururu e carne-de-sol. No campo da música, existem vários ritmos populares (axé, samba, xote, forró, xaxado, samba-de-roda, frevo e baião). Não podemos deixar de mencionar também a beleza da literatura de cordel nordestina, tendo como principal representante Patativa de Assaré. Nas festas típicas nordestinas, destaca-se o bumba-meu-boi e as micaretas.

    Em função das diferentes características físicas que apresenta, a região encontra-se dividida em sub-regiões: meio-norte, zona da mata, agreste e sertão.
    Zona da Mata - É a mais povoada, a que concentra o maior número de indústrias e a mais urbanizada. Estende-se do estado do Rio Grande do Norte ao sul do estado da Bahia. É uma área que atrai muitos turistas de outras regiões do Brasil e do exterior, devido a suas belas praias. Possui clima tropical úmido, com chuvas mais freqüentes na época do outono e inverno, exceto no sul do estado da Bahia, onde se distribuem uniformemente por todo o ano.

    Agreste - É a área de transição entre a Zona da Mata, região úmida e cheia de brejos, e o sertão semi-árido.

    Sertão - Extensa área de clima semi-árido, nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará o sertão chega até o litoral. A vegetação típica do sertão é a caatinga. Nas partes mais úmidas existem bosques de palmeiras, especialmente a carnaubeira, também chamada "árvore da providência", por serem todas as suas partes aproveitadas. A economia do sertão nordestino baseia-se na pecuária extensiva e no cultivo de algodão em grandes propriedades de terra, com baixa produtividade.

    Polígono das Secas - Delimitada em 1951 para combater as secas do Nordeste, essa área abrange praticamente todos os estados do Nordeste, com exceção do Maranhão e o litoral leste da região.

    ResponderExcluir
  20. Região Nordeste:

    Esta região é uma das mais heterogêneas do Brasil já seja por seu clima variável ou por sua história. Está conformada pelos estados de Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

    Bahia é uma dos estados mais importantes desta região por ser berço da cultura africana e do Brasil colonial, convivendo três mundos: indígena, africano e europeu. Sua economia se baseia no cultivo da cana de açúcar.

    Uma cidade importante é Salvador, capital do Bahia, conhecida como a “terra de todos os santos” e possui uma igreja por cada dia do ano; embora de isso, o catolicismo não é a única religião, o candomblé, religião de origem africana, é também reverenciado.

    Olinda, antiga capital de Pernambuco, tem uma bela paisagem com um mar azul e ás vezes verde, morros cobertos de uma grande vegetação. Foi declarada pela UNESCO como um patrimônio natural da humanidade por conservar seus templos e casas desde a época colonial.

    Finalmente está Recife, ao sul do Olinda, surgiu no século dezesseis graças a os pescadores e os mercadores. Possui muitas ilhas que lhe dão um ar característico, por essa razão também é conhecida como a Veneza brasileira.

    A região nordeste tem, no litoral, uma zona da mata que possui vegetação tropical, mas pelo comercio intenso está sofrendo grandes desmatamentos. Aí se encontram as seguintes cidades: Salvador, Recife e Fortaleza.

    Os personagens característicos nesta região são: as rendeiras, elas trabalham com suas rendas de todo tipo (bilro, crivo e filá) para ajudar a sua casa e assim melhorar sua economia; os jangadeiros, que é o esposo das rendeiras, eles são pescadores que enfrentam dia a dia o perigo do mar. Eles vivem unicamente do produto de sua pesca e, porém, às vezes não voltam depois de muito tempo. Sua embarcação é chamada jangada que é feita com cinco troncos de piúva formando um lastro. Por último, os cangaceiros que foram os precursores dos vaqueiros, vestiam de couro para estar protegidos dos espinhos e são considerados como um símbolo da resistência humana já que nessa zona a comida é escassa e o sol é infernal.

    Depois mais ao oeste está a zona do sertão que é uma zona de clima semiárido com muitas chuvas irregulares. A vegetação típica é a caatinga onde predomina as cactáceas e os arbustos espinhentos, mas o principal são as palmeiras que são uma bênção para as pessoas dessa região porque delas se podem extrair seus frutos, suas raízes e sua madeira. Outra zona importante também o meio norte cuja vegetação principal é a mata dos cocais.

    CATHERINE MINÍ BENAVIDES

    ResponderExcluir
  21. Eu vou escrever sobre as costumnes que têm os nordestinos durante as festas juninas. No mes do junho, o Brasil inteiro tem como grandes comemoraçoes as festas juninas, esas festas foram criadas para homenajear ao São João, São Pedro e Santo Antonio. Essas festas tem sido celebradas inicialmente pelo jesuítas, mas os indios brasileiros as aceitaram rápidamente por causa da semelhanca com os rituais sagrados que faziam os indios em honor ao fogo. A festa de Sao Joao tem muita popularidade no nordeste, e considerado que nao tem outro igual no Brasil. Eu já viagei pro Salvador, curti o famoso carnaval, mas achei pelo que as pessoas me dizeram que as festas juninas são tao importantes como o carnaval, as festas tem muita publicidade comercial, com tanta antecedencia tanto como o carnaval, porem o povo tem muita expectativa para fazer viagens nestas datas, viagens para se reunir a familia, visitar amigos no nordeste, entre outros lugares no Brasil. Ate tenho entendido que são mais esperadas do que as festas natalinas. Dizem as pessoas que as festas juninas consiguem reunir mais a familia que o Natal mesmo.

    Aproximadamente, na terceira semana do mês de junho a semana fica no feriado geral. Muitas pessoas tem a costume de arrumas as malas e viajar ao Nordeste. Lá, o povo é muito animado, gosta de dançar forró, quadrilha, preparar comidas típicas da região: pamonha, pipoca, vatapá, amendoim assada e todo aquilo que tem milho ou feijao verde. Nestas festas a folía dura quase cinco días, os quais são suficentes para que o povo vire a cidades do interior nas mais concurridas e visitadas tanto por nordestinos como por brasileiros do outros estados e de todas as idades. O ritmo do frevo, forró e quadrilha fazem ferver as pessoas, muitas bandas viram famosas depois do São João. Se voce esta pensando ir pro nordeste em junho nao esqueça de levar suas ropas de caipira!

    ResponderExcluir
  22. CANA-DE-AÇUCAR
    O ciclo da cana-de-açúcar foi a primeira atividade economicamente organizada do Brasil. A partir da fundação do primeiro engenho de cana-de-açúcar pelo Sr. Martins Afonso de Souza, em 1532, e por mais de dois séculos, o açúcar foi o principal produto brasileiro.
    Contudo, cabe mencionar que o nome "ciclo" não é exato para o período açucareiro, já que este termo pressupõe que, após o apogeu de uma determinada atividade econômica, ocorre, sempre, o seu desaparecimento, e não foi isso o que aconteceu com a economia da cana-de-açúcar porque esta continuou existindo durante toda a época da mineração no século XVIII.
    No início da colonização Brasileira a necessidade do governo metropolitano era integrar a colônia à metrópole, então resolveu estimular alguns portugueses a instalarem engenhos para produzirem açúcar no litoral do Brasil, atingindo com isto dois objetivos: atendia às necessidades de colonização apossando a terra para defendê-la e também a exploração das suas riquezas o que possibilitava grandes lucros a Portugal. Optou-se pela cana de açúcar por se tratar de uma cultura rápida, chegando ao corte a partir do segundo ano e também devido ao tipo de solo existente no Nordeste, o massapé (Solo argiloso comum no litoral e nas margens dos rios) excelente para o plantio de cana, outro por se tratar de um produto de alto valor no comércio europeu e por seu consumo crescente na Europa. Além disso o Nordeste transformou-se no principal pólo açucareiro, tendo à frente as regiões de Pernambuco e Bahia, por sua localização estratégica, permitindo fácil escoamento do açúcar produzido estando mais próximo dos mercados consumidores.
    Foram grandes as dificuldades encontradas para desenvolver o ciclo do açúcar, tais como: dinheiro para montar as moendas, comprar escravos, transportar os colonos brancos, comprar navios para transportar os equipamentos e sustentar os trabalhadores até que a produção do açúcar desse lucro, além da preocupação com o refino e comercialização do produto. Então os portugueses associaram-se aos holandeses que, em troca do financiamento para a instalação da empresa açucareira na colônia, ficariam com o direito de comercialização do produto final, o açúcar, na Europa. Pode-se dizer que foram os holandeses o maiores beneficiados do período açucareiro.
    A importância dessa cultura pode ser exemplificada pelo interesse dos holandeses, que atravessaram mares para invadir Pernambuco, à época maior produtor de açúcar. Mesmo quando expulsos, os holandeses não abandoaram a produção de açúcar. Optaram pela transferência do “Know How”(Saber fazer) do cultivo da cana e refino do produto para as Antilhas que, ao lado do Brasil, dominaram o comércio de açúcar na Europa nos séculos XVII e XVIII.
    Já no século XVIII o surgimento do açúcar de beterraba e a formação dos conhecimentos e técnicas para construção de uma indústria açucareira por parte dos holandeses fizeram que a cana-de-açúcar entrasse em decadência e perdesse mercado consumidor na Europa. Assim, no século XIX, o açúcar deixa de ser principal produto brasileiro, este papel passa, então, a ser exercido pelo café.

    ResponderExcluir
  23. REGIÃO NORDESTE

    A região Nordeste tem diversos contrastes que se pode notar: nas suas características climáticas, nos tipos de vegetação, no seu relevo e na sua hidrografia.
    Divida-se em 4 áreas ou zonas diferenciados principalmente pelos seus climas ou vegetações: Zona da Mata de clima úmido e vegetação que na colônia deu lugar as lavouras de cana-de-açúcar; Zona Agreste de clima entre úmido e semi-árido ocupada por minifúndios de subsistência e de significativa pecuária leiteira; Sertão de clima semi-árido com chuvas irregulares as que muitas vezes provocam o fenômeno da seca, possui uma vegetação típica, a Caatinga, onde predominam as cactáceas e os arbustos espinhentos, assim também palmeiras como a carnaubeira de grande importância para a sobrevivência do sertanejo; e finalmente a Área de Transição de clima semi-árido e úmida pela Amazônia cuja vegetação natural é a Mata dos Cocais onde sobressai o Babaçu.
    No Nordeste deram-se dois dos três ciclos econômicos do Brasil: o do pau-brasil (século XVI), o da cana-de-açúcar (séculos XVI e XVII). Para o trabalho nas lavouras da cana-de-açúcar esta região recebeu um contingente de escravos, em conseqüência formou-se o primeiro embrião da miscigenada sociedade brasileira, com a mistura dos colonos portugueses, os indígenas e os escravos africanos.
    São três os tipos Humanos característicos mais importantes do Nordeste:
    O Vaqueiro.- É considerado “Herói do Sertão Nordestino” por ser símbolo da valentia e resistência do sertanejo que é um diário sobrevivente do inclemente clima semi-árido nesta região. Sua atividade principal e a criação de gado.
    As Rendeiras.- Mulheres em sua maioria do litoral nordestino que são famosas pela beleza de seu trabalho artesanal de rendas de Bilro e Crivo.
    Os Jangadeiros.- Pescadores do mar nordestino. As suas embarcações denominadas jangadas são feitas artesanalmente compostas de troncos de Piúva e de uma vela triangular. Diariamente o jangadeiro enfrenta-se o mar nordestino pondo em verdadeiro risco a sua vida.

    Alguns estados y cidades de destaque:
    O ESTADO DA BAHIA.- Historicamente importante porque foi, no lugar conhecido como Porto Seguro onde aportaram as caravelas comandadas por Pedro Álvares Cabral, acontecendo o descobrimento do Brasil em 22 de Abril de 1500.
    O Pau-brasil foi a sua primeira atividade econômica. Posteriormente surgiu o cultivo da cana-de-açúcar. Depois com a decadência da economia açucareira no século XIX, Bahia sofreu ao igual o que todo o Nordeste essa crise, mas, ao sul do estado, surgiram outras áreas de prosperidade econômica, como a região cacaueira.
    Bahia é o maior e o mais populoso estado do Nordeste e é conhecida como a “Terra de Todos os Santos e de Todos os Deuses”.
    Tem figuras de destaque no meio artístico:
    Música.- Caetano Veloso, João Gilberto, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia, etc, Compositor.- Dorival Caymmi
    Poeta.- Castro Alves.
    Escritor.- Jorge Amado (abolicionista).
    Cine.- Glauber Rocha.
    SALVADOR.- É a capital da Bahia y foi fundada em 1549 para ser capital do Brasil-Colônia.
    Ela está dividida dos níveis “a cidade baixa” e “a cidade alta” e na sua parte central para ligar um nível a outro, encontra-se o Elevador Lacerda.
    O seu centro histórico mais expressivo é o Pelourinho.
    Nesta exótica cidade marcada pela cultura africana, conhecida como a “Terra da Felicidade”, se vive um forte sincretismo religioso. Destacam-se duas religiões: o Catolicismo e o Candomblé sendo celebrados em harmonia e com muitas festas.
    Há inúmeras igrejas, das quais podemos sinalar: a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, a da Boa Viagem, o convento de São Francisco de Assis e a do Nosso Senhor do Bonfim entre outros.

    ResponderExcluir
  24. REGIÃO NORDESTE (Continuação):

    O ESTADO DE PERNAMBUCO:
    Olinda e Recife converteram-se nos mais importantes centros produtores de açúcar do mundo, despertando a cobiça dos holandeses que invadiram Pernambuco e aí ficaram de 1630 a 1654, estendendo o seu domínio na região por eles chamada “Nova Holanda”.
    OLINDA.- Foi a capital de Pernambuco de 1535 a 1631.
    Caracteriza-se pelo maravilhoso panorama que desde cima a vista abarca.
    Olinda é, devido á grande quantidade de bens históricos (Igrejas, conventos, mosteiros e monumentos), a cidade brasileira com o maior acervo cultural do século XVI e, devido a sua beleza natural, foi declarada pela UNESCO, Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade.
    RECIFE.- É a atual capital de Pernambuco. Está situada ao sul de Olinda , no ponto em que os rios Capibaribe e Beberibe desembocam no mar.
    É conhecida como a “Veneza Brasileira”, porque no estuário daqueles rios há várias ilhas adquirindo um aspecto de terra fragmentada rodeada de águas marítimas e fluviais os quais formam numerosos canais.
    Eu quero compartir com vocês este link da canção “Eu vim da Bahia” da composição de Gilberto Gil e interpretada por Gal Costa:
    http://letras.terra.com.br/gal-costa/265351/

    ResponderExcluir